cães lá do párque dos lápis tém cacabáre !

 

atão comé ? ca continua a pôca vergônha dos cães á sôlta lá do párque e cas crienças na póde brincáre co mêdo ?

o dôno diz ca na fáz mále olhó caráças queu vô á géniérre qué obrigade a têre açaime

coje eu vi e éra um dêles pitebule e ôtro grande ós pinótes lá da rélva e ôtro ó pé do lágo ca táva ca tréla.

ai queu tênho páixão dos meus cães e cos animáis é pa tratáre comás peçoas agóra ca na cuncórdo caquela antitude dos cães assim á sôlta co párque é pás crienças brincáre á vuntade e na póde  e tamém já pa na faláre dos cagalhões lá da rélva qué uma purcaría indessente cos dônos ca são uns badalhócos nujentes ca na quére sabêre das crienças queu vi uma caxópa páí de 2 anes cum cagalhão do cão e camostrou á mãe…                                                      

Anúncios