You are currently browsing the category archive for the ‘indéias berilhântes’ category.

igreja

olhaquésta  né?

estanciunamento  perivativo ?  

Anúncios

mulherespácabáre a nha maria quinsestiu qué cas mulhéres quiste sindireita.

pedro1reis magos da minsericórda. sungestão do aníbal

imagens1

omenage ós impresáiros ca dão trabalho a munta gente ca bém perciza né?

questa indéia foi do mô amigue zé da feliça

digitalizar0003sungestão do mô vezinhe pá nova retunda.

 

sálguém quisére sungerire camande os retratos pó besbertocharrua@gmail.com

reis-magos-1

sungestão da nha maria pá nova retunda qué uma ómenáge munte xique.

amor

atão na é ca lênha qué mêmo cum cólidade?

árde ca sa fárta.

TÔ MUNTE INXADE DO PEITE NÉ?

canrecebi o PRÉMIO DARDOS caté manrepiou os cabêles das suberançêlhas.

xegou ofercido por  —  escritoaluz.blogspot.com — a quém eu agardeço cum abraço amigo.

ségue agora as régueras do premio:

Informações sobre o Prémio Dardos

.

Com o Prémio Dardos reconhecem-se, os valores , que cada blogger emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais… os quais, em suma, demonstram a sua criatividade através do pensamento vivo, que está e permanece intacto entre as suas letras, entre os seus pensamentos e logicamente escritos. Estes selos, foram criados com a intenção de promover o salutar convívio entre os bloggers, uma forma de demonstrar carinho e, reconhecimento por um trabalho, que agregue valor à Web. Quem recebe o “Prémio Dardos” e o aceita deve seguir algumas regras:

 .

1. – Exibir a distinta imagem;
2. – Linkar o blog pelo qual recebeu o prémio;
3. – Escolher outros blogs a quem entregar o “Prémio Dardos”.”

 Cabe-me agora reatribuir este prémio, disseminá-lo pela blogosfera, conscientemente.

 

atão na é quisto é mêmo bunito? cagora é qué piore queu tenhe dinficuledade pa dizêre os numiados camodos queu na quéro ófendêre ninguém. dencidi qué pá nha perninhas queu e a nha maria andoramos e tamém pó arroxadas ca dá sempere nuvidades cá do concellho.

 

1. ESTRANHODESASSOSSEGO

2. ARROXADAS

 

queu quero referire tamém ca vesito sempere a folha selvagem a pipi de bico e o alma sociale cá da terra e muntes outeros ca na cábe aqui tude né? cacabou o porummundomelhor do porfessor raul queu e a nha maria mandames um abraço amigo e pá émi e tamém tô co olho no miradouro do montejunto quele screve munte bém.

munte obrigado ó andré do escritoaluz da generuzidade dêle e um abraço amigo tamém da nha maria coje á festa né?

cá um dótôre ca na cuncorda do compelemento

vai daí cumeçou a fazêre um indifiço novo camodos vai fazêre sózinho a urgênça.

qué têre tumates né? 

                                                 

tão mais omes né?

cagora qué pá desteritale de lisboa camodaos ca tem ca dare o litro né?

cumeça o campionato do dia 25 ca vai sêre darromba cos gaijos tavam munte inchades do peite ca fatiota nova co nome das costas cassim agente sabe o nome co neto do vezinhe inlugiou da oferta do rapás qué filho do oráço

bem ája da oferta coje qué tude parcima dum denheirão ca tem ca têre tomates pa sêre acim jenerozo quele cavia de sêre o verador pó desporto né?

quiste qué duma fartura caté dá gôsto.

canto maiore a concurrênça melhore cassim pode sêre cabáixe do preço né?

co home ca tênha boa sórte ca meréce.

ca na pode é vendêre carne de lião né?

 quinformo qué da indéia do amigo miradouro de montejunto dantribuíre o nome

” PAVILHÃO Prof. DANIEL CARINHAS”

ó indifíço por cima das escolas.

tenhe parmim qué munte mêmo munte bôa indéia.

                      BERILHANTE…….

(vêre cumentáiro do poste INLITERADOS)

                                                            

 

aporveitei o tempe pájudáre o vezinho ca pêra. ca desgraça queste ano foi duma miséra quinda vou indagáre ó verador da fruta parqué os ingenheires cas órdes á dotore quinzigem queste porduto qué melhore ca seguire qué outero. gasta um ome furtunas camodos a pêra na vai pó mercado catém dire pá indústria.

ingenheires da canêta e papéle caviam era dandáre lá na fazenda de sol a sole paprendêre capois o vezinho caté meteu sacos de porduto pindurades das pereiras. pos vistes foi pa infeitáre. mudernices. oraquesta dandáre a fazêre esperienças co suóre dos outeros.

bunitos bunitos tão os meus tomates. tão grandes caté parece abóboras caté oferci ás vezinhas pá salada.

ca nha maria tá munte inxada dorgulhe ca fonte ca tá a ficáre dum mime.

ai co verador das fontes tá com munte gôsto queu na gósto nada das mudernices camodos questa renuvação fica munte andecuáda ca nha maria tá dezerta destriáre a fonte caté comprôu um garrafão novo da ágriloja.

cá par mim o verador das pinturas ficou co azul do algarve interanhádo da vista camodos decediu E MUNTE BEM pintáre a escola co azul ca fica a matáre.

muntes parabéns qué tiráre o xapéu

pó ano ca vai ó norte lá do douro e pinta a outera escola guerná da côre do tintol.

até quinfim ca retunda tá mais composta.

co infeite pudia sêre um nadica maiore  caté comprendo o veradore das retundas na tém verba pa mais camodos sempere dezenrásca. como diz a da nuvéla tá munte xanã

tá munte mále co verador dos prédos cautoriza metêre prédos incustados lá á bomba da gazolina.

comé ?

cas bombas da gazolina qué pa táre bém longe ca deste cazo táva lá perimeiro. cos prédos forão lá culados incima ca tenho cá parmim qué xtensão da cambra pa instaláre mais gabinêtes pós ingenheiros  novos ca na cábem lá do outero lado caqui fica perto ca póde tamém passáre o dia do écomarxé pa distraíre… 

queu tô acim sulidáiro ca  senhora émy.

  camodos queu espereito ás vezes a tôrada  da telvisão ca fás imperção o toro a garmáre caquelas facádas .

caté pudia subestituíre o páu ca leváva cóla-tude da ponta ca culáva do pêlo e na espetáva 

  queu e a nha maria tâmes munte imuciunádes désta indéia feliz da iluminassão da nossa igreja ca fica tão linda e ca póde-se vêre daté munte longe. parabéns ó inluminádo.

 

 

 

 

cagóra é ca vái sêre bailáre ca nha maria . candámes a pôpáre pá sardínha e pó tintol e tâmes munte cuntentes ca fésta é do largue ôtra vês e queu na áxo é munte de jeito a mudificação do perpáro quéra mais bunito tude abérto co této cas felôres.

infim… mudernices ca na tém jeite e caté paréce as táscas ca vende melão e batátas na stráda cando vô a fátima da escursão.

só péço ó s.joão ca fésta na acábe camodos inguále á fêira do pinhão né ?

 

 pó senhore véradore das plácas fica aqui um ABRACE munte dagradecimente.

queu na fôsse reformado ca ia lá do bôlha cumpráre uma medálha douro pa ófercere ó vérador.

na tô a brincáre não…ca quém entra na vila até dá logue uma image munte máis linda da terra e queu tô munte cuntente.

os tarbalhadôres ca cumeçárão a montáre a tásca do mô tintol.

á valêntes… acim cum ésta antecedênça de tantes dias é ca vai ficáre tude ó purmenóre ca tem munte tempe e na cança tante né ?

catita.

queu tô munte e munte cuntente ca fésta é cá do lárgo qué o lugáre dela. tá dito.

ai co véradôr das compras dos cárros e das caminétes ca têve munte bom gosto !

foi aperesentádo na animarte o nôvo cárro persidencial e atão qué uma máquena do caraças hã…

foi tamém a pensár no confôrto da perimeira dama cagora vai sempre das viáges tôdas co marido persidente co cavaco tamém na lárga a sua maria né? os bons exemples são pa cupiár e queu axo munte bém . ca nha maria tamém canda sempere cumigo.

queu na axo bém é da côre cavia de sêre as côres da vila ca ficáva munte mais vestozo assim co amarélo e co rôxo… inda vô sungerire ó véradôr da pintura. tá dito

 

 

 

    o montico calizô o terrêne e caté quinfim caquile éra tude lixe e ratazânas  e purcarías e cagora tá assim munte limpe camodos ca fáz-se ali uma ESPELANÀDA munte catita…

da rua pássa acim muntes cárros e atão queu vô dizêr á géniérre ca na vêz de tár ó pé da maripol vem metêr-se ali ó pé da espelanada pa fazêr a sengurança. cando agente quér sêr servides tóca dum sino que tá da mêsa e o rapáz vém aviár o tintol ó o pastéle e a géniérre ca méte-se a páu e pára os cárros cagente assim tamém ca repárte o tintol ca géniérre co apite séca munte a goéla né ?

ái co mô peite tá inxade dorgulhe da pensár ca vames finálemente têr o mêmo direite cós ôtros…

já tô-me a vêre assentádo acim debáixo do xapéu de sól a trancár o mô tintol…

Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Os mais clicados

  • Nenhum